GO: (62) 3250-0707 GO (62) 9 9644 0139 Horário Comercial

Compreenda as principais características da NR 32 sobre Segurança e Saúde no Trabalho em Serviços de Saúde

A NR 32 tem por objetivo estabelecer diretrizes básicas para a implementação de medidas de proteção à segurança e à saúde dos trabalhadores dos serviços de saúde, bem como daqueles que exercem atividades de promoção e assistência à saúde em geral.

Esta norma, veio para auxiliar na implementação de medidas de proteção à segurança e saúde de todos os trabalhadores dos serviços de saúde, mesmo que não trabalhem diretamente na assistência. Diferente do que muitas pessoas acreditam, não é uma norma específica para os profissionais da enfermagem, como muitos pensam.

Um dos principais pontos contidos na NR 32 é a exigência do uso de materiais perfuro cortantes com dispositivos de segurança para diminuir os acidentes com risco biológico. Analisando superficialmente, a impressão é que se refere apenas à segurança da equipe assistencial, mas na verdade, mostra que é para segurança de um grupo de trabalhadores muito maior, pois é muito comum à ocorrência de acidentes com materiais perfuro cortantes com a equipe da higiene e lavanderia. As pesquisas afirmam que 16% dos acidentes deste tipo acontecem após o descarte.

Existem também riscos com a equipe de higiene e limpeza, que acontecem principalmente ao recolherem os sacos de lixo, podendo perfurar-se com agulhas descartadas incorretamente. Estas deveriam ter sido descartadas nos coletores de perfuro cortantes e não nos sacos de lixo, pois estes não possuem nenhuma resistência à punctura.

É de obrigação do empregador:

  • Garantir a conservação e a higienização dos materiais e instrumentos de trabalho;
  • Providenciar recipientes e meios de transporte adequados para materiais infectantes, fluídos e tecidos orgânicos.

Os trabalhadores que utilizarem o material perfuro cortante, devem ser responsáveis pelo seu descarte. Não podemos confiar que um se lembrará de descartar corretamente algo que outro estava utilizando. É possível que erros aconteçam durante o processo.

Mesmo com todas as medidas de segurança tomadas a equipe da assistência, médicos, enfermeiros e técnicos, geralmente são os mais atingidos por acidentes com risco biológico causado por materiais perfuro cortantes. Aproximadamente 80% dos acidentes ocorrem sob a responsabilidade do profissional que realiza o procedimento.

Para tentar minimizar estes problemas, a NR 32 veda o reencape e a desconexão manual de agulhas. Este já era um procedimento não permitido na enfermagem, mas ainda é comum a ocorrência de acidentes durante o reencape.

Com tudo isso, devemos salientar que o PPRA deve ser revalidado uma vez ao ano, nas seguintes condições:

  • Sempre que se produza uma mudança nas condições de trabalho, que possa alterar a exposição aos agentes biológicos;
  • Quando análise dos acidentes e incidentes assim o determinar.

Existem hospitais que tem dúvidas sobre quais perfuro cortantes com dispositivo de segurança devem ser utilizados. Foram realizados estudos que indicam que todos aqueles que tenham contato com o risco biológico são os mais críticos, sendo assim, os primeiros a serem implantados. Os demais, como agulhas para aspiração de medicação, por vezes não são substituídos por não terem contato com risco biológico, mas este processo depende de cada hospital.

Observando mais a NR 32, podemos notar a importância dela para mantermos a segurança e a saúde em locais de saúde, e assim não gerar riscos que vá contra a integridade do trabalhador.

O que você achou da Norma Regulamentadora 32? Comente em nosso post!

 

Conheça a Alusolda

Fonte: Paulo César Bessa



Conteúdos relacionados

Deixe o seu comentário:

Comentários

0 Comentários Postados