GO: (62) 3250-0707 GO (62) 9 9644 0139 Horário Comercial

Governo busca fortalecimento da indústria de defesa nacional, diz Dilma

O governo busca o fortalecimento da indústria de defesa nacional e a recomposição da capacidade operativa das Forças Armadas, afirmou nesta terça-feira (8) a presidenta Dilma Rousseff, no Palácio do Planalto, durante cerimônia de apresentação de oficiais-generais.

“Esta promoção ocorre no momento em que novas tarefas se apresentam às Forças Armadas. Somos a sexta economia do mundo e queremos ser um País desenvolvido, com elevado índice de desenvolvimento humano. As nossas Forças Armadas também têm de estar à altura do País em meritocracia, profissionalismo, capacidade técnica e, além disso, em capacidade dissuasória”.

A presidenta afirmou que o Brasil é e continuará a ser um País pacífico, que respeita a soberania das outras nações e que vive em paz com os países vizinhos, mas que a continuação deste cenário de paz e de respeito mútuo depende da capacidade dissuasória do Brasil.

“A capacidade adequada de dissuasão requer, como eu já disse, Forças Armadas bem equipadas e bem treinadas. Exige também uma indústria nacional de defesa forte. É isso que nos cabe cada vez mais construir nos próximos anos. Por isso, estamos trabalhando para que a recomposição da capacidade operativa das Forças Armadas esteja associada à busca de autonomia tecnológica e acompanhada do fortalecimento da indústria de defesa nacional”.

Dilma citou a Missão de Paz no Haiti, liderada por militares brasileiros; e a Operação Ágata, que envolve parceria com forças militares de outros países para atuação nas fronteiras, como exemplos dos novos papéis das forças militares brasileiras.

Também lembrou da cooperação entre militares e forças civis de segurança estaduais e municipais para retomada de áreas dominadas pelo crime organizado, como ocorreu durante a instalação das Unidades de Polícia Pacificadora (UPPs) no Rio de Janeiro; e da participação que os militares terão na segurança de grandes eventos internacionais que o Brasil vai sediar nos próximos anos, como a Copa do Mundo de 2014 e os Jogos Olímpicos de 2016.

Cerimônia no Planalto
A cerimônia de hoje teve início com a chegada da presidenta Dilma e do vice-presidente Michel Temer ao Salão Nobre do Palácio do Planalto. Na oportunidade, houve apresentação dos oficiais generais promovidos em março deste ano.

Participaram da cerimônia o chefe do Estado Maior Conjunto das Forças Armadas (EMCFA), general-de-exército José Carlos De Nardi, os comandantes da Marinha, almirante-de-esquadra Julio Soares de Moura Neto; do Exército, general-de-exército Enzo Martins Peri; e da FAB, tenente-brigadeiro-do-ar Juniti Saito.

Fonte: Cenário MT



Conteúdos relacionados